17 de dez de 2013

Cooperativa de saúde foi contratada com licitação, diz prefeitura de Araci

Redação Portal Clériston Silva PCS 

A prefeitura municipal de Araci comunicou, em nota, que o contrato com a Cooperativa Baiana de Saúde (Cooba), alvo de denúncias de irregularidades em reportagem do Fantástico, foi feito através de licitação e não em processo emergencial. Assim, a administração afirma que não houve nenhuma forma de facilitação, favorecimento ou acordo prévio entre a prefeitura e um suposto intermediário.

Na reportagem, a diretora da Cooba, Cláudia Gomes, oferece ao repórter um cálculo de contrato para um hospital com propina. Araci é uma entre sete cidades baianas que mantém contrato com a cooperativa. Além da Cooba, a Coopermed, Cooperlife e Pró-Saúde também fariam parte do esquema de beneficiamento ilegal.

O Município de Araci comunicou ainda que solicitou do seu departamento jurídico a instauração de um procedimento administrativo para apuração dos fatos. O Ministério Público da Bahia (MP-BA) já informou que irá solicitar auditoria em todos os municípios citados na reportagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário