15 de out de 2018

Vice-reitor da Uneb vai até Jacobina acompanhar investigação de assédio

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Mais de uma dezena de jovens teria sido vítima do professor
As acusações de assédio sexual contra o professor Thiago de Oliveira Moreira da Universidade do Estado da Bahia (Uneb) estão dando o que falar na comunidade acadêmica. Nesta segunda-feira (15), a Uneb informou que uma comitiva viajou até o campus de Jacobina, no Centro-Norte do estado, para acompanhar a investigação do caso de perto.

O vice-reitor, Marcelo Ávila, a pró-reitora de Ensino de Graduação, Káthia Marise Sales, e a coordenadora do Sistema de Atenção à Saúde da Uneb, que não teve o nome divulgado, viajaram os 330 km até a cidade nesta segunda (15), dois dias depois do professor se entregar à polícia. Dezenas de estudantes o acusam de cometer os abusos.

Em nota, a Uneb informou que está adotando todas as medidas legais cabíveis. “Diante das denúncias de assédio sexual, envolvendo um docente e estudantes do Campus de Jacobina, a Reitoria da Universidade do Estado da Bahia (UNEB) informa que está adotando todas as medidas legais cabíveis no âmbito da instituição, em atendimento aos trâmites previstos para a apuração de casos dessa natureza”.

O professor é acusado de assédio sexual, ameaças e lesões corporais contra dezenas de alunos. Ele foi afastado de suas funções por determinação da Justiça Criminal da cidade. Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP), por determinação judicial, ele está custodiado no 12° Batalhão da Polícia Militar (BPM/Camaçari) desde o último sábado (13), à disposição da Justiça.

O Ministério Público da Bahia (MP-BA) apresentou o pedido de prisão com base em depoimentos e provas apresentadas por mais de dez de alunos e alunas. Ainda de acordo com o MP-BA, o professor também é acusado pela prática de crimes contra a Administração Pública, como prevaricação - deixando de cumprir suas obrigações enquanto servidor do estado - e supressão de documentos públicos.

Thiago lecionava a disciplina de Direito Constitucional e também atuava como advogado. Ele faz parte do quadro de professores da Uneb desde 2007. O professor já ocupou o cargo de Coordenador do Colegiado de Direito do Campos IV, sediado em Jacobina, e lecionava também nas cidades de Irecê e Itaberaba. Atualmente acumulava a função de professor com a de procurador jurídico do Município de Morro do Chapéu.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa do professor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário