29 de out de 2018

Na TV, Bolsonaro defende reforma da previdência, teto de gastos e flexibilização de direitos trabalhistas

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) afirmou em sua primeira entrevista na TV após ser eleito que deve quer desburocratizar a economia para que o Brasil volte a crescer. O novo morador do Palácio da Alvorada afirma que pode flexibilizar direitos trabalhistas e defendeu as reformas.

"Devemos fazer com que os empresários possam contratar sem burocracia, porque só assim você faz a economia crescer", disse, em entrevista ao "Cidade Alerta", da RecordTV, na noite desta segunda-feira (29).

Ele também afirmou que não vai utilizar do "toma-lá-dá-cá" para preencher os cargos. "Isso acaba em ineficiência do estado", pondera, afirmando ainda que os políticos que saíram afirmando que estão garantidos nos ministérios já podem se considerar fora do governo.

Bolsonaro afirma que vai reduzir o número de cargos comissionados. "Diminuir o número de ministérios, de cargos administrativos, a questão do cartão corporativo precisa existir, mas não vai ser completamente aberto. Tem que ter limite para você dar exemplo".

O presidente eleito disse também que quer aprovar a reforma da Previdência ainda no governo Temer. E defendeu o teto de gastos. Para ele, se houver melhora na segurança pública, a economia também dará sinais de melhora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário