4 de jan de 2017

Suspeito de atear fogo na família era companheiro da própria irmã

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Gilson de Jesus Moura, 49 anos, suspeito de trancar seus familiares e incendiar a residência onde morava em Feira de Santana, era companheiro da sua própria irmã. Ana Cristina de Jesus, 37 anos, que ficou gravemente ferida na tragédia, era filha biológica da mesma mãe de Gilson, com quem morava há cerca de 11 anos.

O titular da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) da cidade, Gustavo Ameno Coutinho, disse ao Aratu Online que a tragédia foi provocada por ciúmes. A vítima disse que a discussão começou na noite de réveillon, quando ela dançou com outro homem e despertou a ira de Gilson, que prometeu cometer o crime.

Morreram no incêndio: Thays de Jesus Moura, 13 anos, Carlos Alexsandro de Jesus Moura, 9, e Xayane Vitória de Jesus Moura, morreram na hora. A enteada de Gilson, Emile de Jesus Moura, 16, e seu filho, também não resistiram aos ferimentos. Emile estava grávida de cinco meses. Não há informações se os filhos eram fruto do incesto.

Já Ana e uma criança de três anos foram socorridas por vizinhos e encaminhadas para o Hospital Geral Clériston Andrade e Hospital Estadual da Criança, respectivamente. Depois do crime, o suspeito fugiu em um veículo e está sendo procurado. Os corpos das vítimas fatais estão no Instituto Médico Legal (IML).

Qualquer informação sobre o paradeiro de Gilson pode ser comunicada pelos números do Disque Denúncia (71) 3235-0000 ou 181 (em Feira) e no telefone (75) 3221-2976, da DH/Feira. O sigilo para o informante é garantido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário