7 de dez de 2016

Corpo de professor desaparecido há 4 meses em Santaluz segue sem identificação

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Dois corpos carbonizados foram encontrados em junho deste ano no município de Santaluz, porém um deles permanece sem identificação. Edivaldo Silva de Oliveira e Jeovan Bandeira, ambos professores, ficaram desaparecidos por três dias, na região sisaleira do estado.

Os corpos foram encontrados carbonizados no porta-malas de um carro, às margens da BA 120, perto da entrada da cidade de Queimadas. Edivaldo foi identificado e liberado para a família um dia depois da descoberta, mas o segundo corpo, que supostamente seria de Jeovan, continua sem identificação.

O Departamento de Polícia Técnica (DPT) informou que aguarda o resultado do DNA e que a demanda do órgão segue uma ordem cronológica. Em junho, a autoria e a motivação eram desconhecidas da polícia. Procurada pelo Bahia Notícias, a delegacia da cidade não se pronunciou sobre o caso até o fechamento da reportagem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário