21 de jun de 2016

Detento que comandava extorsão de dentro da prisão é encontrado morto no ‘cebolão’ de Serrinha

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Um detento de 38 anos, natural da cidade de Guanambi (BA), foi encontrado morto na tarde desta terça-feira (21) em uma das celas do Estabelecimento Penal de Segurança Máxima (cebolão) de Serrinha. Segundo a Polícia Civil, ele dividia cela com outros seis presos.

A polícia investiga o que provocou a morte do detento, mas a suspeita inicial é que Edson Marques de Brito, vulgo “Cazuza”, tenha cometido suicídio. O laudo da perícia técnica irá determinar a causa da morte.

Detento comandava extorsão de dentro da prisão - A Polícia Civil informou que o detento cumpria pena de 35 anos no regime fechado por latrocínio (roubo seguido de morte). Mas nem a prisão impediu que ele continuasse no crime. O preso, de dentro da penitenciária Lemos Brito, em Salvador, usava um celular para aplicar golpes pelo país.

Ele se passava por delegado para aplicar golpes em pessoas que tiveram os carros roubados. O esquema foi desmantelado em abril de 2011 pela Secretaria de Segurança Pública do Estado da Bahia (SSP-BA).

Edson contava com a ajuda de duas mulheres para aplicar o golpe. Ele ligava para delegacias e postos da Polícia Rodoviária para colher informações sobre ocorrências de roubos de veículos, se passando por Policial Militar. Assim, o detento conseguia nome e telefone das vítimas, além de informações sobre o carro roubado.

Depois, Edson ligava para as vítimas e dizia estar com o carro roubado, pedindo um pagamento para devolver o veículo. O valor pedido variava entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil e devia ser depositado nas contas das duas comparsas do golpista. Uma delas, Adriana Barbosa Moreira, foi presa no dia 11 de abril de 2011 em Santo Antônio de Jesus. A outra, já identificada, continua sendo procurada pela SSP.

Segundo a polícia, pelos menos dez pessoas foram vítimas do golpe.


*Colaborou o repórter Renny Maia

Nenhum comentário:

Postar um comentário