22 de mai de 2013

Ladrão de carros que atuava na Bahia, Sergipe e Alagoas é preso em Alagoinhas

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Um integrante de uma quadrilha especializada em roubos de carros nos estados de Alagoas, Bahia e Sergipe, foi preso quando chegava a um hotel, no centro de Alagoinhas, a 159 quilômetros de Serrinha. Genevaldo Bonfim Santos, de 34 anos, já estava sendo monitorado por investigadores da 2ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin).

Nesta terça-feira (21), o assaltante foi surpreendido pelos policiais a bordo de uma Pajero TR-4, que havia sido roubada em Estância (SE), na semana passada. Ele reagiu a abordagem e efetuou vários tiros contra as guarnições presentes nas imediações da portaria do hotel.

Genevaldo foi atingido nos braços na troca de tiros e ainda conseguiu fugir com o carro. Ele foi perseguido até ser alcançado e preso no bairro Alagoinhas Velha. Um revólver calibre 38, da marca taurus, com cartuchos deflagrados, foi apreendido com ele. O suspeito foi levado para um hospital da cidade.

Segundo a assessoria de comunicação da Polícia Civil, baiano de Itajuípe, Genevaldo estava no hotel desde o final de semana, quando hospedou-se acompanhado de uma mulher, duas crianças e mais três outros homens. A pretensão da polícia era efetuar a prisão dos assaltantes no domingo (20), mas os três já haviam saído do local com uma Hilux, roubada em Aracaju (SE).

A família permaneceu hospedada. Além da Pajero e da Hilux, o grupo chegou na véspera com outros dois veículos, uma caminhonete Chery, placa OHK – 5225, e um Fox, IAF 2114, roubados respectivamente em Arapiraca (AL) e Aracaju (SE).

Sequestros relâmpagos - De acordo com o delegado Jobson Mendes, coordenador da 2ª Coorpin, as vítimas ouvidas nos estados onde a quadrilha atua relataram que a quadrilha promovia sequestros relâmpagos, fazia saques com seus cartões e ainda levava os veículos, deixando os proprietários abandonados em lugares distantes.

Genevaldo já tem passagem pela polícia de Feira de Santana por roubo. Havia contra ele um mandado de prisão em aberto, expedido pela Justiça de Sergipe. Segundo o delegado Glauco Suzart, titular da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR/Alagoinhas), o assaltante sempre viajava acompanhado de uma mulher e de crianças, formando uma família comum, apesar de não existir parentesco. A ideia era afastar suspeitas sobre sua atividade. A prisão foi resultado de uma ação conjunta das polícias Civil e Militar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário