19 de mai de 2013

Boato sobre fim do Bolsa Família gera tumulto em Serrinha

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Um falso boato de que os benefícios do Bolsa Família, concedidos pelo governo federal, seriam extintos neste domingo (19) provocou um tumulto na agência da Caixa Econômica Federal (CEF) de Serrinha. 

Segundo a Polícia Militar, moradores da sede e zona rural do munícipio estão aglomerados em frente à agência para sacar o benefício. Ainda segundo a PM, algumas pessoas chegaram a ser conduzidas à delegacia por vias de fato e desacato. Até as 16h40m, a situação ainda não havia sido resolvida.

Além do boato de que os benefícios seriam extintos, populares disseram também que souberam que a presidente Dilma daria um abono salarial por conta do Dia das Mães. Cerca de 800 pessoas estão no local. 

Em nota divulga à imprensa, a Caixa Econômica Federal informou que o pagamento do programa Bolsa Família "ocorre normalmente de acordo com calendário estipulado pelo Governo Federal" e que "não procede a informação de que hoje seria o último dia" do programa.

Investigação - O ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, solicitou neste domingo à Polícia Federal a abertura de inquérito para investigar a origem do falso boato, espalhado em cidades do Nordeste, de que o Bolsa Família teria os pagamentos suspensos. Segundo a assessoria de imprensa da pasta, o pedido foi feito diretamente ao diretor-geral da PF, Leandro Daiello, e o encaminhamento para abertura da investigação deve ocorrer nesta segunda-feira (20).

O pedido partiu da ministra do Desenvolvimento Social e Combate à Fome, Tereza Campello, que telefonou mais cedo para Cardozo. A falsa informação, já desmentida oficialmente no sábado pelo governo, se espalhou em alguns estados do Nordeste e gerou tumulto, com beneficiários correndo às agências da Caixa para sacar dinheiro do programa.

Segundo a assessoria do Palácio do Planalto, a presidente Dilma Rousseff ficou "muito preocupada" com o episódio e determinou imediata apuração sobre a origem e a disseminação do boato. O programa social de transferência de renda beneficia 13,8 milhões de famílias em todo o país.

Em nota, o Ministério da Justiça disse que a PF já está investigando os fatos, que poderiam envolver "diferentes crimes". "A determinação foi para que a apuração seja rigorosa a fim de que se possa tomar com rapidez as medidas criminais cabíveis contra todos os envolvidos na origem e na divulgação destes boatos", diz o comunicado.


Boato levou cerca de 800 pessoas a agência da Caixa em Serrinha

Nenhum comentário:

Postar um comentário