12 de jul de 2012

Professores e governo negociam fim da greve nesta quinta-feira (12)

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Em 93 dias de greve, os professores da rede estadual farão hoje a primeira rodada de negociação com representantes do governo. A reunião acontecerá na sede do Ministério Público do Estado da Bahia (MP), que está intermediando um possível acordo.

Os professores já haviam debatido com o procurador-geral do MP, Wellington Lima e Silva, na terça-feira (9). Já o governador Jaques Wagner se reuniu ontem, às 14h30, na sede do MP, com o procurador-geral e os secretários da Educação, Osvaldo Barreto, e da Administração, Manoel Vitório.

Na reunião, foi apresentado o detalhamento das contas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e do orçamento de 2012. “Mostrei ao Ministério Público todos os números. Foi entregue também para eles (os professores) apontando realmente que a situação fiscal do estado é apertada, mas que há boa vontade, como sempre houve”, disse o governador, que manteve a proposta oferecida em junho de dividir o reajuste em duas parcelas de 7%, uma em novembro deste ano e outra em abril de 2013.

Os professores farão uma assembléia geral amanhã, às 9h. A expectativa do governador é positiva. “O espírito de todos aqui, inclusive o meu, é de encontrar uma solução que seja referendada na sexta-feira”, disse. Um dos pontos divergentes na negociação é a extensão do pagamento do reajuste, que não poderia ser pago aos professores em estágio probatório por impedimento legal. Outra reivindicação dos professores é a revogação das punições, como cortes de salários e demissões ocorridas na greve. “Quanto a esses procedimentos, há uma largueza, porque é muito mais por uma questão política e não fiscal”, disse Wagner.

Segundo a Secretaria da Educação (SEC), até ontem, 64,28% das 1.408 escolas estaduais estariam funcionando normalmente, sendo que das 303 escolas totalmente paradas 237 estão em Salvador e Feira de Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário