28 de jul de 2012

Lamarão: Moradores protestam contra as más condições da BA-400

Redação Portal Clériston Silva PCS

Moradores de Lamarão, cidade que fica a 20 km de Serrinha, no norte do Estado, interditaram na manhã deste sábado (28) um trecho da BR-116 para protestar contra as condições da BA-400 – uma estrada de cerca de 12 km e que segundo os manifestantes encontra-se intransitável.

O protesto durou cerca de três horas e contou com a presença de cerca de 500 pessoas que seguravam faixas enquanto em um carro de som os líderes do movimento discursavam. Eles fizeram uma barreira humana e colocaram pneus na pista para impedir a passagem de veículos.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) esteve no local para tentar a desobstrução da pista, mas os manifestantes só estavam permitindo a passagem de ambulâncias ou veículos cujos ocupantes estivessem passando mal ou com idosos acima de 70 anos. Não houve tumulto e nenhum motorista tentou furar o bloqueio.

Um longo congestionamento foi formado nos dois lados da estrada. Para Otávio Azevedo, 66, morador do povoado do Quinjí, uma das comunidades onde a rodovia passa, a situação da estrada é muito crítica. “O Derba [Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia] nunca fez um serviço de recuperação da estrada. A prefeitura quando quer só coloca barro nos buracos, mas não resolve o problema e quando chove piora tudo. Estamos praticamente isolados”, afirma.

Segundo Joselito da Combi, presidente da Associação dos Motoristas de Transporte Alternativo de Lamarão, o percurso que normalmente era feito em 15 ou 20 minutos agora é feito em 1 hora e 20 minutos. “Lamarão está esquecido, ninguém quer visitar nossa cidade por que a estrada não oferece condição de trafego”, completou.

O motorista José Carlos Santos, 33, ficou irritado com o protesto. “são um bando de desocupados. Eles poderiam fazer a manifestação, mas não podem interferir no direito de ir e vir dos cidadãos”, diz.

A pista só foi liberada por que os manifestantes conseguiram marcar para as 9h horas de segunda-feira (30) uma reunião com o diretor-geral do Departamento de Infraestrutura de Transportes da Bahia (Derba), Saulo Pontes, e representantes de organizações locais. “A nossa perspectiva é participar dessa negociação e a depender da resposta deles agente seguir em mobilização, porque o nosso movimento só acaba quando conseguirmos a recuperação da estrada”, disse Tais Carvalho, líder do Levante Popular da Juventude de Lamarão em entrevista ao PCS.

Pista está em más condições há oito anos
Um longo congestionamento foi formado nos dois lados da estrada

Nenhum comentário:

Postar um comentário