25 de jan de 2019

Alex da Piatã afirma que renúncia do deputado Jean Wyllys por ameaças e morte de Marielle abalam a democracia

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O deputado estadual Alex da Piatã (PSD) ficou sensibilizado com a decisão do deputado federal do Rio de Janeiro, Jean Wyllys (PSOL), de não assumir seu terceiro mandato no Congresso por causa de ameaças de morte recebidas.

Para o pessedista, que apesar de católico e às vezes defender posições conservadoras como ser contrário à ideologia de igualdade de gênero no Plano de Educação, fatos como o da morte da vereadora do Rio Mariele Franco e a renúncia de Jean abalam muito a democracia e mexe com todos os políticos.

“A gente está num nível de intolerância absurdo que está chegando a colocar a vida das pessoas que representam milhares de brasileiros, em risco. A gente vê a morte de Marielle sem ser desvendada e agora um deputado renunciar em função de segurança é muito triste”, disse.

Alex ponderou e acredita que Jean deveria repensar sua decisão e cumprisse o seu mandato. “A gente precisa de pessoas que possam ter ideias divergentes, mas que possam debater e conviver no mesmo ambiente”, sinalizou.

“Não podemos abrir mão disso. Isso é primordial. Isso é necessário para se manter viva a democracia. Pessoas que pensam diferentes possam conviver juntas e até encontrem soluções comuns”, completou.

Natural de Alagoinhas, o jornalista e ex-BBB está de férias no exterior e não deve retornar ao Brasil. Ele ganhou ainda mais visibilidade após embates intensos com o presidente Jair Bolsonaro (PSL), quando este ainda era deputado. Por defender ideias de esquerda, era frequentemente atacado por simpatizantes de Bolsonaro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário