26 de nov de 2015

Três vítimas de chacina em Serra Preta são identificadas

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Os corpos de três das quatro vítimas de uma chacina na zona rural de Serra Preta, a 88 km de Serrinha, foram identificados no Departamento de Polícia Técnica de Feira de Santana nesta quinta-feira (26). Wagno Figueiredo Bastos, 22 anos, o Guegueu; a irmã dele, Geovana Figueiredo Bastos, 21; e Cláudio Roberto Silva, 20, amigo de Guegueu e namorado de Geovana.

A quarta vítima, uma mulher identificada somente pelo prenome de Poliana até o momento, era companheira de Guegueu. Segundo a delegada Maria Izabel Rodrigues, titular de Serra Preta, a principal linha de investigação do crime é vingança de uma grupo criminoso rival - Guegueu e Cláudio estavam envolvidos em assaltos e crimes contra o patrimônio. Todas as vítimas moravam em Feira de Santana, na região do Areal, e foram para Serra Preta para se esconder depois de um atentado.

"Eles moram em Feira. No domingo, alguns homens até a casa de Cláudio e Geovana, procurando por ele e por Guegueu. Não acharam e tocaram fogo", diz. Os dois casais então resolveram deixar Feira de Santana. Como Guegueu tem familiares em Serra Preta, foram até lá em busca de abrigo na casa de tios. "A família não queria acolher, sabiam que ele era criminoso. Mas eles forçaram a entrada e passaram a noite (de segunda) lá", conta a delegada. No dia seguinte, a tia de Guegueu continuou reclamando e eles foram até a Fazenda Barra, na zona rural, uma propriedade do avô dele que vive desocupada.

Os quatro dormiram na fazenda de terça para quarta quando, na madrugada, um grupo chegou ao local em uma Parati branca. Eles renderam as vítimas, que foram torturadas e golpeadas com facadas várias vezes, especialmente Guegueu. Uma das mulheres estava grávida.

Depois, o grupo abandonou os corpos do lado de fora da casa e fugiu. Até o momento, ninguém foi preso.

Nenhum comentário:

Postar um comentário