19 de nov de 2015

Incêndio atinge serra em Jacobina; Exército e brigadistas combatem fogo

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Pelo menos 50 homens combatem o incêndio que começou na manhã desta quarta-feira (18) em Jacobina, Centro-Norte do Estado, a 200 km de Serrinha. As chamas começaram em uma serra que fica entre os bairros Bananeira e Leader. De acordo com Exército, os militares foram acionados pela Brigada de Emergência da empresa Yamana Gold, que explora minérios na região.

Segundo Vinícius Ramos Alves, secretário do Tiro de Guerra do Exército, o fogo começou na região da Bananeira e já foi controlado. As chamas que se alastraram até o bairro Leader ainda estão sendo combatidas. "Pela quantidade de pessoal empregado na missão, é possível que as chamas sejam apagadas ainda hoje", comentou.

Não há informações oficiais sobre as causas do incêndio, mas a suspeita é de que algum morador local tenha colocado fogo em entulhos e as chamas se descontrolado. "Esse fogo é comum neste período mais seco. As pessoas que moram próximo a essa região botam fogo em lixo e, por conta do clima, as chamas acabam se alastrando pela vegetação. No início do ano tivemos um semelhante", contou Vinícius.

Incêndio na Chapada - Há mais de 25 dias um incêndio destrói parte da vegetação da Chapada Diamantina. Segundo informações da Secretaria do Meio Ambiente do Estado da Bahia (Sema), o fogo continua ainda em Palmeiras (nas áreas do Morro Branco, Barro Branco, Capão Preto) e Mucugê. O fogo está controlado em Ibicoara e Mucugezinho. Cerca de 140 pessoas estão atuando por dia no combate às chamas.

O incêndio em Mucugê, na segunda-feira (16), ganhou maiores proporções atingindo uma extensão de 30 km seguidos. "O vento aqui está muito forte, o sol quente e a vegetação bastante seca, o que facilita a expansão do fogo", explica a secretária do Meio Ambiente de Mucugê, Meirilan Aline Santos Machado.

O governado Rui Costa sobrevoou a região afetada pelos incêndios e solicitou que a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) apurasse as causas do incêndio. Em reunião com prefeitos de cidades afetadas pelo fogo, o governador disse que "há indícios de que (os incêndios) foram provocados intencionalmente" e determinou que peritos da Polícia Civil fossem até a região.

As chamas que se alastraram até o bairro Leader ainda estão sendo combatidas

Nenhum comentário:

Postar um comentário