.

.

04/03/2013

Mulher é presa com mil pedras de crack em Piritiba

Redação Portal Clériston Silva PCS 

Mais de mil pedras de crack foram apreendidas na bagagem de Aline Bezerra da Silva, 22 anos, quando ela desembarcava de um ônibus intermunicipal, na cidade de Piritiba, distante 267 quilômetros de Serrinha. Policiais da 16ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Jacobina) encontraram a droga dentro de um pote de creme para cabelos, já embalada para venda.

Interrogada pelo delegado Élvio Brandão, coordenador da 16ª Coorpin, a traficante informou ter adquirido o crack na localidade da “Lajinha”, no bairro da Engomadeira, em Salvador. A polícia investiga a procedência da droga e para quem seria entregue, em Piritiba. Autuada em flagrante pelo delegado Tarcísio Tulio, Aline, que vinha sendo investigada, está recolhida na carceragem da Coorpin/Jacobina, desde sexta-feira (1º), à disposição da Justiça.

Assaltos - Também estão custodiados na 16ª Coorpin, os pernambucanos Cirone Pereira Lima, 28 anos, Sidnei Pereira Lima, 30, Ayron Kleber Guedes Monteiro, 23, e o baiano de Chorrochó, Rubisval Fonseca Xavier, 30 anos, suspeitos de envolvimento em diversos arrombamentos a caixas eletrônicos, entre os quais, os terminais de autoatendimento das cidades de Jorro e Umburanas, no interior do estado.

Eles vinham sendo investigados pelo Grupo Avançado de Repressão a Crimes Contra Instituições Financeiras (Garcif/Jacobina), e foram presos emVárzea Nova, na última quarta-feira (27). O coordenador do Garcif, delegado Eduardo Brito, apurou que Várzea Nova e Mirangaba, a 350 quilômetros de Salvador, seriam os próximos alvos.

De acordo com as investigações, Cirone, Sidnei, Ayron e Rubisval são comerciantes estabelecidos na região de Paulo Afonso e viajavam para localidades vizinhas se passando por vendedores, com o objetivo de levantar informações sobre os caixas eletrônicos ali existentes. Outros quatro integrantes da quadrilha já foram identificados e são procurados pela polícia.

Os três pernambucanos e o baiano Rubisval foram identificados como autores dos roubos aos caixas eletrônicos, após uma operação da 24ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) que apreendeu armas e explosivos dentro de um Fiat Uno, na cidade de Várzea Nova.

No momento da abordagem, o grupo portava quatro pistolas calibre 380, uma pistola Glock, calibre 9mm, de uso restrito, duas espingardas calibre 12, farta munição de diversos calibres, além de 60 “bananas” de dinamite, espoletas e cordão detonante. Todos foram autuados em flagrante por porte ilegal de armas e explosivos e formação de quadrilha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário