17 de dez de 2011

Quadrilha que roubou mais de 500 botijões de gás é desarticulada em Pé de Serra e Camacari

Redação Portal Clériston Silva PCS

A polícia desativou um esquema de receptação de gás liquefeito ao apreender nas últimas 48 horas, nos municípios de Pé de Serra e Camaçari.

Investigadores da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Cargas em Rodovias (Decarga), foram apreendidos 500 botijões de gás, roubados há quatro dias de um caminhão de entrega, na BA-042 (Estrada do Feijão).

O comerciante Vivaldo de Jesus Almeida, proprietário de uma revenda e também autor de roubos a carga, teve a prisão preventiva solicitada à Justiça nesta sexta-feira (16). Cem botijões estavam na localidade de Santo Agostinho, em Pé de Serra, num posto de combustível pertencente a Vivaldo, que está sendo procurado.

No depósito da empresa Supergásbrás, na Avenida Jorge Amado, em Camaçari, os policiais apreenderam, na quinta-feira (15), 200 botijões roubados e revendidos por Vivaldo ao microempresário Jozimar Rodrigues da Silva, autuado em flagrante por receptação.

Em depoimento, ele afirmou que adquiriu a carga de dois homens, a bordo de um caminhão Mercedes Benz vermelho, com os quais já realizava negócios há mais de um ano, sem desconfiar que se tratava de produto de origem ilícita.

Em outro depósito em Camaçari, o Mangabas Gás, foram encontrados mais 200 botijões. O estabelecimento pertence a Antônio Ribeiro de Queiroz, também autuado por receptação. O comerciante afirmou na delegacia ter comprado os botijões em mãos de dois homens, identificando um deles como Vivaldo de Jesus Almeida.

Cachaça - As investigações apontam Vivaldo como o líder de uma quadrilha especializada em roubo de botijões de gás, que, após render motoristas de caminhões de entrega nas estradas, transfere tudo para o caminhão, revendendo o produto para comerciantes do setor.

“Os motoristas assaltados são obrigados a ingerir cachaça pelos ladrões, que os abandonam em locais desertos.”, apurou o delegado titular da Decarga, Rodrigo Uzzum, que busca identificar os comparsas de Vivaldo de Jesus Almeida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário