7 de jul de 2019

Suspeito de matar dentista no IAPI, em Salvador, é preso em Riachão do Jacuípe

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Um homem identificado até o momento pelo apelido de "Binho", suspeito de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) da dentista Rita de Cássia Guedes Fernandes, de 59 anos, no bairro do IAPI, em Salvador, foi preso neste sábado, 6, na cidade de Riachão do Jacuípe. O crime ocorreu no dia 11 de junho.

De acordo com informações colhidas pelo pela reportagem do Portal Cleriston Silva – PCS, Binho foi localizado por investigadores da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), no povoado Vila Aparecida, por volta das 10h, após alugar uma casa na comunidade para se esconder. O suspeito já possuía mandado de prisão temporária.

Segundo as investigações, ele seria o autor dos disparos que tiraram a vida da dentista. Outro envolvido ainda está sendo procurado. A ação policial foi comandada pelos delegados Danilo Ribeiro, responsável pela Delegacia de Riachão do Jacuípe, e Getúlio Queiroz, coordenador interino da 15ª Coorpin.

Além dos autores do crime, equipes da Polícia Civil procuram um carro modelo Fox, de cor prata, utilizado no crime. O veículo estava com o vidro traseiro quebrado. O preso será recambiado para Salvador e apresentado para audiência de custódia.

Dentista Rita de Cássia Guedes morreu após ser baleada em Salvador


O caso - Rita de Cássia foi abordada por dois homens quando dirigia na Rua Professor Moura Bastos, próximo à localidade da Divineia, no IAPI, depois que deixou o ambulatório do Hospital Ana Nery, na Caixa D'água, onde trabalhava havia pouco mais de um ano.

Ela estava em baixa velocidade quando foi abordada pelos criminosos. Os suspeitos para que ela entregasse o carro, mas ao sair do veículo foi baleada no peito. Segundo informações iniciais, Rita não teria reagido à ação criminosa.

Mesmo ferida, a dentista conseguiu dirigir até a Avenida San Martin, onde foi socorrida por uma viatura da 37ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Liberdade), que passava pelo local, para o Hospital Ernesto Simões, no Pau Miúdo, mas não resistiu aos ferimentos. *Com a colaboração do repórter Reny Maia

Polícia procura um carro modelo Fox, de cor prata, utilizado no crime; veículo estava com o vidro traseiro quebrado


Nenhum comentário:

Postar um comentário