17 de mar de 2018

Após apreensão de celular e armas, presos queimam colchões na carceragem da DT de Valente

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Um princípio de motim foi registrado na tarde deste sábado, 17, por volta das 13h, na carceragem da Delegacia Territorial (DT) de Valente, na Região do Sisal, depois que a Polícia Civil realizou uma operação “pente fino” e apreendeu armas artesanais e um celular. Cerca de dez presos queimaram colchões e papelão. O fogo foi controlado pelo carcereiro da unidade e ninguém ficou ferido.

Dois presos identificados como Cristiano do Carmo Nascimento e Franciélio Souza de Oliveira inalaram a fumaça provocada pelas chamas e tiveram que ser levados para o Hospital Municipal. Na unidade, eles receberam atendimento médico e foram liberados.

Segundo a Polícia Civil (PC), a operação pente-fino ocorreu pela manhã e um celular, lâminas de aço, isqueiros e armas artesanais foram encontradas em duas celas. Segundo a PC, os objetos estavam escondidos em buracos abertos dentro das celas. O trabalho foi feito por agentes civis em conjunto com a Polícia Militar (PM).

Depois da operação, os presos atearam fogo em colchões, lençóis e pedaços de papelão e jogaram no centro do pátio. “Eles ficaram revoltados com o procedimento. O fogo foi apagado e a situação controlada. Ninguém ficou ferido. Agora vai ser aberto um procedimento para punir os responsáveis por queimar os colchões”, explicou um agente.

Dois presos indicados como responsáveis pelo motim - Geovane Ferreira da Silva e Eudes de Oliveira Silva - foram encaminhados para a Central de Flagrantes (CF) da 15ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), com sede em Serrinha. O procedimento foi acompanhado pelo coordenador regional Mozart Cavalcanti.

A Polícia Civil informou que os presos da unidade foram transferidos para as DTs de São Domingos, Retirolândia, Riachão do Jacuípe e Serrinha. De acordo com o coordenador Mozart Cavlacanti, os detentos foram transferidos para que o trabalho de reforma na estrutura física da carceragem danificada no motim fosse iniciado. Não há previsão para conclusão da obra de recuperação. As informações e fotos são do repórter Reny Maia/PCS.

Operação pente-fino apreendeu um celular, lâminas de aço, isqueiros e armas artesanais

Nenhum comentário:

Postar um comentário