21 de nov de 2014

Adolescente envolvida em acidente na BR-101 morre em hospital

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Uma adolescente de 15 anos envolvida em acidente na BR-101 morreu no Hospital Dantas Bião, em Alagoinhas, na tarde desta quinta-feira (20). Adricelia do Nascimento Lima não resistiu aos ferimentos e faleceu na unidade médica depois de receber socorro. Com isso, o número de mortos no acidente chega a oito pessoas, segundo a Polícia Civil. O acidente aconteceu por volta das 10h, entre as cidades de Entre Rios e Esplanada.

Além dos oito mortos, outras três pessoas ficaram feridas. Entre as vítimas estão seis crianças que estudavam na Fundação José Carvalho.

De acordo com a Polícia Civil do município, um Renault Clio preto bateu de frente com um táxi da marca Chevrolet, modelo Corsa, na altura do quilômetro 45 da rodovia. No Clio viajavam oito pessoas - entre eles seis crianças. O motorista do veículo, Alex Santos Sales, 40 anos, morreu no local do acidente.

A acompanhante dele, Ironildes Santos de Sena Santos, 43 anos, também não resistiu aos ferimentos. Das crianças que viajavam no veículo, três morreram no local e três foram socorridas para o Hospital Dantas Bião, na cidade de Alagoinhas, onde Adricélia morreu.

As vítimas fatais foram identificadas como Camille de Sena Santos, 12 anos, filha de Ironildes. O irmão dela ficou ferido, e está internado no hospital de Alagoinhas. Maisa Pereira Santos, 12 anos, e Ronilson Santos Coutinho, 14 anos, também morreram no local.

Todas as seis crianças estudavam em Entre Rios, na Fundação José Carvalho, e estavam a caminho da cidade de Conde, onde moravam. No táxi envolvido no acidente viajavam três pessoas - duas morreram e um ficou gravemente ferido durante a colisão.

O motorista do veículo, José dos Santos Pereira, sobreviveu e foi socorrido para o Hospital Dantas Bião. Maria José dos Santos Pereira, 66 anos, estava a caminho de Alagoinhas para realizar um exame médico quando o acidente aconteceu. Ela não resistiu aos ferimentos e morreu no local.

A filha dela, que a acompanhava para o exame, também não resistiu. A professora de matemática Rita de Cássia Pereira dos Santos, 40 anos, chegou a ser socorrida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), mas morreu a caminho do hospital.

Além dos oito mortos, outras três pessoas ficaram feridas

Nenhum comentário:

Postar um comentário