15 de ago de 2018

Eleições 2018: Candidatos de Serrinha têm patrimônio somado de R$ 6,2 milhões

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Lulu, Berg e Osni são os candidatos mais endinheirados
Ex-prefeito de Serrinha, o candidato a deputado estadual Osni Cardoso (PT), declarou patrimônio de R$378.753,22 ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), dos quais R$ 177,000,00 correspondem a oito terrenos e um apartamento, R$186.000,00 em espécie e o restante depositado em conta corrente e aplicações financeiras. Em 2012, quando foi reeleito prefeito de Serrinha, Cardoso declarou possuir R$331.061,70.

Entre os candidatos serrinhenses, Osni é o terceiro mais rico na disputa, atrás do candidato a deputado federal do Democratas, o vice-prefeito Berg da Aragom, que declarou ter R$867.577,05 no próprio nome, e Lulu (PSC), também candidato a federal, que declarou possuir um patrimônio de R$4.614.526,89, sendo o candidato mais rico na corrida. O socialista cristão possui R$ 169.568,00 em fundos de investimento, R$ 2.655.737,00 em ações, imóveis e veículos avaliados em R$ 1.214.359,00, além de R$440.390,00 depositados em conta corrente e R$132.548,00 em outros bens e direitos.

Já a candidata a deputada estadual Edylene Ferreira (PV) informou R$96.000,00 depositados em conta corrente. Em 2016, quando se reelegeu vereadora, ela declarou não possuir bens. O candidato a federal Gerson das Fitas, do PSOL, informou ter um patrimônio de R$267.000,00, composto por uma casa e três veículos. Adriano da Chapada, postulante ao cargo de deputado estadual pelo SD, declarou à Justiça Eleitoral não ter bens.

Os seis candidatos, somados, possuem bens de R$ 6.223.856,89. Os dados constam nas declarações de bens apresentadas pelos candidatos à Justiça Eleitoral. O prazo encerrou às 19h desta quarta-feira, 15. Nas eleições deste ano, não há limites para o auto financiamento de campanha. Se quiserem, os candidatos podem bancar até mesmo todos os gastos, observado o limite de R$ 2,5 milhões para as campanhas para deputado federal e de R$ 1 milhão para os cargos de deputado estadual.

De acordo com o calendário eleitoral, a campanha nas ruas tem início nesta quinta-feira, 16, e o TSE deve julgar todos os pedidos até o dia 17 de setembro.

Veja quanto declarou cada candidato:

Osni Cardoso (PT)
Declaração de bens 2018: R$378.753,22
Declaração anterior (2012): R$331.061,70

Gerson das Fitas (PSOL)
Declaração de bens 2018: R$267.000,00
Declaração anterior (2016): R$252.500,00

Lulu (PSS)
Declaração de bens 2018: R$4.614.526,89
Declaração anterior (2014): R$3.990.639,15

Berg da Aragom (DEM)
Declaração de bens 2018: R$867.577,05
Declaração anterior (2016): R$603.473,60

Edylene Ferreira (PV)
Declaração de bens 2018: R$96.000,00
Declaração anterior (2016): Nenhum bem cadastrado

Adriano da Chapada (SD)
Declaração de bens 2018: Nenhum bem cadastrado
Declaração anterior (2012): Nenhum bem cadastrado

Nenhum comentário:

Postar um comentário