17 de jan de 2018

Suspeito de matar taxista em Antônio Cardoso é preso e confessa o crime

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Luiz Carlos Costa Sacramento, acusado de matar o taxista Pascoal Dias Dos Santos, 72 anos, no dia 7 deste mês, em Antônio Cardoso, foi preso na quinta-feira (11) pela Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana. Ele confessou o assassinato e diz que agiu como vingança, porque o taxista teria denunciado suas atividades criminosas para a polícia.

A investigação começou quando o corpo de Pascoal foi achado dentro de um carro queimado na zona rural de Antônio Cardoso. “A equipe encontrou um corpo dentro do veículo. Depois descobrir que se tratava de Pascoal e que o carro, um VW Voyage era utilizado como táxi por ele, prosseguiram com a investigação”, explica o delegado André Ribeiro, titular da DRFR/Feira.

Em depoimento, Luiz Carlos confessou que matou o taxista porque soube que Pascoal estava denunciando à polícia seus roubos. Ele contou que no dia do crime chamou o motorista para fazer uma corrida até o município de Antônio Cardoso. Ele pediu que o taxista seguisse por um caminho alternativo, menos movimentado, afirmando que ia precisar parar para fazer xixi. Quando Pascoal parou, Luiz partiu para cima dele.

A vítima conseguiu escapar da primeira tentativa de esganamento e tentou correr para uma fazenda próxima. No caminho, o taxista foi alcançado e golpeado com uma estaca várias vezes.

Temendo ser identificado, o bandido queimou o cadáver dentro do carro. Preso, ele foi encaminhado ao Presídio Regional de Feira de Santana.

Nenhum comentário:

Postar um comentário