8 de set de 2017

Policiais Civis da BA trabalham com coletes e munições vencidos e armas de fogos com defeitos, diz Sindicato

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O Sindicato dos Policiais Civis da Bahia (SINDPOC) denunciou nesta sexta-feira (8/9) a situação em que a categoria é submetida durante o trabalho. Segundo o sindicato, a categoria trabalha com coletes e munições vencidos, armas de fogos com defeitos e algemas insuficientes. Os policiais nomeados em 2016, cerca de 600 servidores, estão trabalhando sem os coletes.

De acordo com o sindicato, a SSP-BA entrou com uma Ação no Tribunal de Justiça a qual impõe uma multa diária de R$ 50 mil reais, caso o SINDPOC mobilize a categoria para não trabalhar com os aparatos de defesa pessoal vencidos. Eustácio Lopes, vice-presidente da entidade afirma que as delegacias estão com uma quantidade de algemas insuficientes e enfatiza a falta de investimentos em modernidade no armamento dos policiais.

"Os policiais colocam, todos os dias, a vida deles e dos familiares em risco para proteger a sociedade de uma criminalidade que só faz aumentar. As organizações criminosas estão com armas modernas e os policiais com armas ultrapassadas e com defeitos. Não temos algemas suficientes e adequadas nas nossas delegacias . Muitas vezes, os próprios servidores precisam comprar as algemas”, denuncia.

Clique aqui para curtir nossa página no Facebook 

Nenhum comentário:

Postar um comentário