18 de jul de 2017

Vereador de Alagoinhas é acusado de agiotagem, diz site

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Circula nas redes sociais denúncia de agiotagem contra o soldado da Polícia Militar Juracy Nascimento (DEM), segundo vereador mais votado em Alagoinhas, a 119 km de Serrinha. Apócrifo, o panfleto traz informação de que o demista “empresta dinheiro a juros absurdos e tem um escritório onde faz as negociações”. Ainda de acordo com o texto, o autor diz que existem provas na Polícia Federal contra o vereador.

Em conversa com o site BNews, Juracy Nascimento nega o crime de agiotagem, mas admite que emprestou dinheiro a juros a amigos. “Fiz isso há muito tempo. E não vejo problema algum. Na Bahia se faz isso. No Brasil. Você vê um amigo passando por necessidade em um momento da vida...”, revelou.

Juracy atribuiu o panfleto apócrifo a adversários da politica. “Gente que queria que eu me tornasse secretário para assumir a suplência”, disse. O primeiro suplente da coligação DEM-Pros é o ex-vereador Gilson do SAAE.

Juracy afirma que houve a possibilidade de ser nomeado secretário de Relações Institucionais de Alagoinhas. “Mas se eu fosse secretário, trairia o voto do povo que me elegeu vereador”. O vereador se defende dizendo que tem um comportamento exemplar na cidade.

Juracy Nascimento já havia se candidatado a vereador na eleição de 2012. À época, filiado ao PP, ele não declarou bens à Justiça Eleitoral. Disse que não o fez por não ter “muita experiência”.

Na eleição do ano passado, os bens declarados chegaram a R$833.794,54. Ao ser indagado pela reportagem se conseguiu amealhar quase R$ 1 milhão em bens como soldado da PM, Juracy rechaça. “Não foi na PM. Trabalho desde os 10 anos. Já fui vendedor de picolé, cobrador de ônibus. Invisto em imóveis, já fiz várias parcerias em construção. Trabalhei em eventos como produtor”, afirma.

Na declaração de bens que pode ser conferido no site do TSE, o demista não declarou imóvel no condomínio Saint Tropez, localizado no bairro de Alagoinhas Velha. Hoje avaliado em R$ 500 mil, ele comprou o imóvel por R$ 230 mil. (As informações são do site BNews)

Vereador se defende da acusação dizendo que tem um comportamento exemplar na cidade

Nenhum comentário:

Postar um comentário