10 de abr de 2019

Deputado Osni pede audiência com superintendente do Ibama na Bahia

Redação Portal Cleriston Silva PCS

A serviço do capital, o governo Bolsonaro coloca em risco a vida marinha e a economia de pequenos produtores da região de Abrolhos na Bahia. O presidente do Ibama, Eduardo Fortunato Bim, indicação do governo federal, ignorou os técnicos do próprio órgão e liberou sete blocos de petróleo que serão construídos em regiões de alta sensibilidade.

Nesta quarta-feira, 10, o deputado estadual Osni Cardoso pediu à Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA) que faça um convite ao superintendente o Ibama no estado, para participar de uma audiência na casa. “Queremos esclarecimentos sobre porque não foi respeitada a análise técnica que recomenda a exclusão dessas áreas em licitação”.

“É de tamanha irresponsabilidade liberar um bloco de petróleo em uma área que é sede do Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, o primeiro do país e que representa um marco para a conservação marinha no Brasil. O parque recebe espécies de tartarugas-marinhas ameaçadas de extinção, aves e baleias”, ressalta o deputado.

Osni lembrou ainda que o debate sobre o assunto será ampliado na Sessão Especial sobre o Uso Sustentável do Mar, que acontecerá no próximo dia 25 de abril, às 9h30min, no Plenário do Palácio Luís Eduardo Magalhães, na ALBA.

A região de Abrolhos tem a maior biodiversidade marinha do Atlântico Sul, contendo um complexo de chapeirões, manguezais, corais de recifes únicos encontradas somente na região do Banco dos Abrolhos. Um vazamento de óleo atingiria em poucas horas essa riqueza natural, impedindo a reprodução dos corais, gerando uma reação em cadeia que afetará não só a vida marinha, mas de pescadores e produtores que sobrevivem economicamente do mar. (Fonte: Assessoria Parlamentar)

Nenhum comentário:

Postar um comentário