26 de jan de 2012

Vigilante é morto durante assalto a agência bancária em Governador Mangabeira

Redação Portal Clériston Silva PCS

Um homem foi morto na madrugada desta quinta-feira (26) durante ação de uma quadrilha para arrombar caixas eletrônicos dentro da agência do Banco do Brasil de Governador Mangabeira, cidade a 138 quilômetros de Serrinha.

A Polícia Militar da cidade foi acionada por volta de 1h30 da madrugada após chamado de moradores que foram acordados por disparos de arma de fogo na porta do banco. Segundo a PM, testemunhas relaram que a vítima trabalhava como vigilante de rua nas proximidades da agência e foi alvejado pelos criminosos. Ele morreu na hora.

O grupo formado por cerca de dez assaltantes, segundo populares, fugiu em dois carros. Eles deixaram no local maçarico, luvas, isqueiros e luvas, material utilizado para tentar abrir o equipamento. Policiais informaram que funcionários do banco não souberam dizer se a quadrilha conseguiu levar dinheiro da máquina. A PM iniciou buscas na região, mas até por volta das 7h da manhã desta quinta-feira, ninguém havia sido preso.

Moradores anotaram a placa de um veículo que teria sido utilizado pelos criminosos e os policiais militares vão utilizar a informação na tentativa de localizar os integrantes da quadrilha. A PM disse que a vítima Albino Gonzaga de Souza, 44 anos, era um vigilante informal, contratado por moradores para fazer a segurança da rua durante a noite. A agência do Banco do Brasil foi isolada para realização de perícia técnica.

Homem é morto durante ação de quadrilha em banco no interior da BA
O vigilante de rua que passava em frente ao banco foi morto a tiros

Foto: site Forte na Notícia

Um comentário:

  1. DIFICULDADE DE APRENDIZAGEM: CAUSA OU SINTOMA?
    Lednalva Oliveira Cordeiro
    Bióloga/Psicopedagoga Clínica
    ABPp-758/ABD-1332

    Às vezes a criança, o adolescente vai mal na escola, tem comportamentos inadequados, apresenta-se desatenta, com dificuldade de assimilar os conteúdos e não aprende. Logo são rotuladas de “preguiçosas”, “não quer nada” , “só presta a atenção em jogos no computador etc”.
    Alerta! É importante para a família e para a escola buscar compreender que por trás desses sintomas geralmente encontram-se várias causas a serem investigadas. Transtornos como o TDAH(Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade) e Dislexia(dificuldade na leitura, escrita e matemática), dentre outros, são bastante complexos favorecendo incorrer em equívocos de estar tratando o sintoma pela causa,o que acabará acarrtando o agravamento dos sintomas e a construção de co-morbidades futuras. É imortante que a pessoa com suspeita de TDAH/Dislexia sejam diagnósticadas o mais cedo possível, inclusive para evitar punições desnecessárias , repetitivas e ineficazes; aversão aos conteúdos escolares e a aprendizagem.
    Então é a hora de procurar um Profissional, de preferência um psicopedagogo preparado, e com experiência clínica para investigar tais sintomas, fazer o levantamento diagnóstico, o tratamento e os encaminhamentos multiprofissionais necessários ao caso.
    Dos hiperativos que buscam tratamento especializado, um número significativo de pacientes também podem apresentar indicativos de algum outro transtorno, como transtorno de humor,(Sintomas de depressão infantil, transtorno de aprendizagem, transtornos de ansiedade, dentre outros) , requerendo cautela na condução do tratamento, bem como na terapêutica medicamentosa.
    A Psicopedagogia na abordagem Sistêmica tem se mostrado muito eficiente tanto no levantamento diagnóstico, quanto nas formas de tratamentos das DA´s, pela riqueza de recursos, e por não se restringir a apenas apectos cognitivos e a defasagens de conteúdos apresentadas. Utiliza-se do conhecimento de várias áreas, (psicanalise, pedagogia,psicologia, filosofia, etc.) atendendo , além das demandas cognitivas, as emocionais e sócio afetivas apresntadas pelo paciente, através da interação com todos os sistemas onde está inserida: ou seja em seu “em torno” e no seu “entorno”.
    Ambientes caracterizados por traços de agressividade, impulsividade e/ou hiperatividade; com afetividade em baixa nas interações familiares, não se constitui causa de dificuldades e transtornos, porém contribui para o agravamento das dificuldades, por não favorecer a elevação da auto estima de seus membros, condição indispensável para uma Aprendizagem eficiente.

    Perfil Profissional:
    Lednalva é Bióloga,Psicopedagoga Institucional Clínica e Hospitalar, Pós Graduanda em Psicanálise Clínica, Técnica em Enfermagem, com estudos em Mediação de Conflitos Familiar; , Arteterapia; Terapia de Casal e Grupos; PNL (programação Neuro Linguística); Dificuldades de Aprendizagem com ênfase em Diléxia(dificuldade de leitura e escrita) e T.D.A.H, (Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade); Consultoria Empresarial e Educacional. Participação e apresentação em Seminários e Congressos Nacionais e Internacionais. Atuante na Clínica Psicopedagógica em Serrinha e Feira de Santana-BA, Ministrante de Cursos, Palestras . Associada a Associação Brasileira de Psicopedagogia (ABPp -758) E Associação Brasileira de Dislexia (ABD)

    ResponderExcluir