3 de set de 2018

Meteorito encontrado em Monte Santo está entre itens de museu que podem ter resistido a incêndio

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Outra peça valiosa que pode ter sido atingida no incêndio do Museu Nacional na noite deste domingo (2) é o Meteorito do Bendegó. Segundo o G1, resistente a altas temperaturas, o meteorito foi uma das poucas peças que resistiu ao fogo.

Descoberto por volta de 1784, em Monte Santo, na região sisaleira baiana, a Pedra do Bendegó, ou Bendegó, foi enviada para o Museu Nacional, na então capital federal, e está no local desde 1888.

A pedra pesa 5,2 toneladas e mede 2,15 metros de comprimento, com 1,5 metros de altura e 65 centímetros de espessura. É tido como o maior meteorito encontrado em solo brasileiro. À época da descoberta era considerado o segundo maior do mundo.

Além da pedra original, que está no Museu Nacional, há quatro réplicas. Uma está no exterior, na França, e as outras três no Brasil: uma no Museu do Sertão, em Monte Santo, outra na Uefs [Museu Antares de Ciência e Tecnologia] e outra no Museu Geológico da Bahia, em Salvador.

Na tarde desta segunda-feira (3), bombeiros seguem o trabalho de rescaldo para encontrar possíveis focos de fogo ainda não eliminados. Além do Meteorito de Bendegó, a "Preguiça Gigante de Jacobina" também estava no acervo de milhões de itens abrigados no Museu Nacional.

Nenhum comentário:

Postar um comentário