18 de set de 2018

Mandatos dos deputados baianos custam mais de R$ 160 milhões aos cofres públicos; saiba quem mais gastou

Redação Portal Cleriston Silva PCS

R$ 169.437.946,09. Este é o valor que saiu dos cofres públicos da Bahia entre janeiro de 2015 e setembro de 2018 e que sustentaram os 63 deputados estaduais. Em relatório elaborado pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (Abraji), o valor aponta gastos com verba indenizatória que cobre despesas como consultorias, assessorias, pesquisas e trabalhos técnicos; locomoção, hospedagem; aluguel de imóveis para escritório e despesas relacionadas e divulgação da atividade parlamentar.

De acordo com um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil em 2015, ano em que se iniciaram os mandatos, a Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA) é a quarta que mais gasta dinheiro público com seus deputados. Cada deputado custa R$ 160,3 mil por mês. Além de contarem com um salário de R$ 25.322, eles possuem também auxílio moradia de R$ 4.377 – mesmo residindo na cidade sede do Legislativo – e a verba indenizatória no valor de R$38.639. Além desses benefícios, cada deputado conta a cada 30 dias com R$ 92 mil de verba de gabinete. O custo mensal total ultrapassa os R$ 10 milhões.

Os dez deputados que mais gastaram neste mandato são:


NOME: ANGELO MARIO CORONEL DE AZEVEDO MARTINS
PROFISSÃO: ENGENHEIRO CIVIL E EMPRESÁRIO
PARTIDO:PSD
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.924.970,00


NOME: JOSE MARCELO DO NASCIMENTO NILO
PROFISSÃO: ENGENHEIRO CIVIL
PARTIDO: PSB
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.903.699,07


NOME: CARLOS UBALDINO DE SANTANA
PROFISSÃO: COMERCIANTE E PASTOR
PARTIDO: PSD
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.892.337,78


NOME: EUCLIDES NUNES FERNANDES
PROFISSÃO: PROFESSOR, ADVOGADO, JORNALISTA E EMPRESÁRIO
PARTIDO: PDT
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.873.984,09


NOME: NELSON SOUZA LEAL
PROFISSÃO: EMPRESÁRIO
PARTIDO: PP
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.855.546,00


NOME: MARIA DE FATIMA NUNES DOS ANJOS
PROFISSÃO: PROFESSORA
PARTIDO: PT
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.819.530,41


NOME: REINALDO TEIXEIRA BRAGA
PROFISSÃO: MÉDICO, AGROPECUARISTA E EMPRESÁRIO
PARTIDO: PR
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.812.520,58


NOME: NEUSA CADORE
PROFISSÃO: TÉCNICA EM ENFERMAGEM
PARTIDO: PT
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.797.555,94


NOME: ADOLFO EMANUEL MONTEIRO DE MENEZES
PROFISSÃO: ECONOMISTA
PARTIDO: PSD
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.783.127,21

10°
NOME: LUIZ AUGUSTO GORDIANO DE MORAES
PROFISSÃO: ENGENHEIRO AGRONÔMO E PECUARISTA
PARTIDO: PP
GASTOU NO MANDATO ATÉ SETEMBRO DE 2018: R$ 3.743.997,09

De acordo com o artigo 27 da Constituição Federal, os deputados estaduais recebem o equivalente a 75% do salário dos deputados federais. Em 25 unidades federativas no Brasil os deputados recebem o teto salarial. As exceções são o estado de Rondônia, onde um deputado ganha R$ 25.275, e o Distrito Federal, onde o salário é de R$ 25.200.

Na disputa - Nesta eleição, 50 dos 63 deputados vão disputar voto nas urnas. Oito lançaram candidatura em busca de uma cadeira na Câmara dos Deputados e um, Angelo Coronel (PSD), vai disputar o Senado. Gika Lopes (PT), Luiza Maia (PT), Fábio Souto (DEM) e Paulo Câmera (PR) decidiram não disputar as eleições deste ano e abrirão espaço para novatos no Legislativo estadual. As informações são do site BNews.

Nenhum comentário:

Postar um comentário