29 de set de 2018

Rejeição a Bolsonaro no Nordeste sobe de 56% para 61%

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O novo Datafolha indica que a polarização entre Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT) tende a desencadear uma batalha de rejeições cada vez mais acirrada, informa a coluna Painel, da Folha.

Segundo a publicação, os dois ostentam índices altos nos três maiores colégios eleitorais. Em SP, o deputado é rejeitado por 43%; o petista por 44%. No RJ, Bolsonaro marca 36%; Haddad 34%. Minas: 43% a 32%, respectivamente. Há, porém, uma má notícia a mais para o PT: os números de Bolsonaro estabilizaram nesses estados. Os de Haddad estão subindo.

Em comparação com a pesquisa anterior, a rejeição ao candidato do ex-presidente Lula subiu de 38% para 44% entre os paulistas; de 31% para os atuais 34% no Rio; e de 28% para 32% em solo mineiro. O Sudeste inteiro soma cerca de 63,5 milhões de eleitores.

A âncora de Bolsonaro é mesmo a região Nordeste. Nela, a rejeição do deputado subiu de 56% para 61%. A de Haddad está entre as menores: 21%.

Um comentário: