28 de set de 2018

Bolsonaro mantém liderança, mas perde para adversários no 2º turno, diz pesquisa

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Pesquisa divulgada nesta sexta-feira, 28, pelo Datafolha, mostra Jair Bolsonaro (PSL) à frente na disputa pela Presidência nas eleições 2018, com 28% das intenções de voto. Mas diminuiu a diferença que o separa do segundo colocado, o petista Fernando Haddad. O presidenciável do PT subiu seis pontos porcentuais em relação à sondagem anterior, e agora tem 22%.

Em terceiro lugar, aparecem Ciro Gomes (PDT), que oscilou negativamente em dois pontos e está com 11%, e Geraldo Alckmin (PSDB), com 10%, oscilando positivamente em um ponto, configurando empate técnico. Marina Silva (Rede) caiu dois pontos e ficou com 5% das intenções de voto. Em seguida, estão João Amoêdo (Novo, 3%), Alvaro Dias (Podemos, 2%), Henrique Meirelles (MDB, 2%), Vera Lucia (PSTU, 1%), Guilherme Boulos (PSOL, 1%) e Cabo Daciolo (Patriota, 1%).

Nas simulações de segundo turno, Bolsonaro empata com Marina, mas perde para Alckmin, Haddad e Ciro. O pedetista é o que tem a maior margem nesta simulação, com 10 pontos de vantagem (48% a 38%).

Nas simulações de segundo turno os resultados foram os seguintes:

Ciro 42% x 36% Alckmin (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Alckmin 45% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 16%; não sabe: 2%)
Ciro 48% x 38% Bolsonaro (branco/nulo: 12%; não sabe: 2%)
Alckmin 39% x 39% Haddad (branco/nulo: 19%; não sabe: 3%)
Haddad 45% x 39% Bolsonaro (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)
Ciro 41% x 35% Haddad (branco/nulo: 21%; não sabe: 3%)

A rejeição de Bolsonaro subiu de 43% para 46% e a de Haddad, de 29% para 32%. A rejeição do candidato do PSL segue forte entre as mulheres – 52% das eleitoras o rejeitam.

Veja taxa de rejeição:

Bolsonaro: 46%
Haddad: 32%
Marina: 28%
Alckmin: 24%
Ciro: 21%
Vera: 18%
Cabo Daciolo: 17%
Eymael: 17%
Boulos: 17%
Meirelles: 16%
Alvaro Dias: 15%
Amoêdo: 14%
João Goulart Filho: 14%
Rejeita todos: 4%
Votaria em qualquer um: 2%
Não sabe/não respondeu: 4%

Haddad é mais rejeitado pelos eleitores que ganham mais de dez salários mínimos (59%), nível superior (48%) e sexo masculino (39%).

O Datafolha entrevistou 9.000 eleitores em 343 cidades de quarta a sexta-feira. A margem de erro é de dois pontos porcentuais, para cima ou para baixo. O levantamento foi contratado pelo jornal Folha de S.Paulo e pela TV Globo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário