7 de set de 2018

IDEB 2017: Ensino Fundamental de Biritinga é um dos piores da região do Sisal

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O município de Biritinga, na microrregião de Serrinha, ficou entre os piores do Território do Sisal no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB) de 2017. Biritinga ficou com a nota 3.3 no Ensino Fundamental I (que é do 1º ao 5º ano) e 2.5 no Ensino Fundamental II (que é do 6º ao 9º ano), de acordo com pesquisa divulgada pelo Ministério de Educação da Bahia (MEC) no último dia 3. A meta projetada pelo MEC era de 3.9 para o Ensino Fundamental I e 4.2 para o Fundamental II.

O Ideb é uma iniciativa do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) para mensurar o desempenho do sistema educacional brasileiro, a partir da combinação entre a proficiência obtida pelos estudantes em avaliações externas de larga escala (Saeb) e a taxa de aprovação - indicador que tem influência na eficiência do fluxo escolar. A reportagem do Portal Cleriston Silva tentou contato com a Secretaria de Educação de Biritinga para comentar os motivos do baixo desempenho, porém sem êxito.

Formada por 20 municípios, a região do Sisal ainda tem cinco outras cidades na lista dos municípios com piores médias no Ensino Fundamental I e Fundamental II. São elas: Araci (3.5 e nada consta ante 4.3 e 3.7 do MEC), Nordestina (4.1 e 3.4 ante 4.4 e 4.4), São Domingos (4.3 e 3.4 ante 4.6 e 4.7), Candeal (3.8 e 2.6 ante 4.0 e 3.6) e Ichu (4.1 e 3.4 ante 4.3 e 3.9).

Na região, o município de Lamarão foi o único que alcançou as metas projetas pelo Ministério da Educação para as duas categorias de ensino. Na nova aferição, Lamarão registrou 4.2 no Ensino Fundamental I e 3.8 no Fundamental II. A meta projetada era de 3.8 e 3.5, respectivamente.

Estado da Bahia fica em último lugar na avaliação - No mesmo levantamento do MEC, o ensino médio da Bahia ficou em último lugar, no país. De acordo com os dados, a Bahia ficou com 3,0 pontos no ensino médio - 1,3 abaixo da meta para o ano, que era de 4,3. Além disso, a nota foi um décimo menor que a do último levantamento, feito em 2015, quando o estado ficou com 3,1 pontos.

Em contrapartida, no Ensino Fundamental I, a Bahia teve uma melhora em 2017. O estado saiu dos 4,7 pontos, registrados para 2015, para 5,1. Já no Fundamental II, o índice foi o mesmo de 2015: 3,7 pontos.

CLIQUE AQUI PARA ACESSAR AS NOTAS DO SEU MUNICÍPIO.

Nenhum comentário:

Postar um comentário