5 de set de 2018

Gerente feito refém em Paulo Afonso tinha bomba colada ao corpo, diz SSP

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O gerente do banco Bradesco localizado no município de Paulo Afonso, a 312 km de Serrinha, tinha uma bomba colada ao corpo. A informação foi divulgada pela Secretaria da Segurança Pública (SSP) na tarde desta quarta-feira (5), horas depois da tentativa de assalto que movimentou o centro da cidade.

O material foi retirado por agentes da Companhia Antibombas do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). De acordo com a SSP, o material explosivo utilizado não poderia ser acionado à distância como ameaçaram os criminosos. Equipes seguem procurando a quadrilha, na região.

O Bope foi chamado após equipes do 20º Batalhão de Polícia Militar (BPM), da 18ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin), ambas localizadas em Paulo Afonso, e do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco) impedirem o roubo à instituição.

O bancário e familiares foram surpreendidos na noite de terça-feira. Os criminosos exigiram que um valor, ainda desconhecido, fosse sacado e em troca libertaria os reféns. Quando a quadrilha descobriu que as forças de segurança sabiam do fato e estavam realizando varreduras, abandonou os parentes do gerente. Ninguém ficou ferido.

Policiais de várias unidades foram chamados e fizeram um cerco no prédio

Nenhum comentário:

Postar um comentário