6 de jul. de 2020

Comércio em Senhor do Bonfim volta a funcionar; cidade tem toque de recolher

Redação Portal Cleriston Silva PCS

O comércio de Senhor do Bonfim, cidade do norte da Bahia, voltou a funcionar a partir desta segunda-feira (6), mas com restrições. Alguns setores, como as feiras livres, só poderão abrir uma vez por semana. Além disso, o município também adotou o toque de recolher, já nesta segunda, como medida de prevenção a Covid-19. Esta medida valerá até 19 de julho.

Conforme a prefeitura, as lojas estão autorizadas a abrirem de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h. As lanchonetes também só poderão funcionar neste período, mas nenhum cliente poderá fazer o consumo no local.

Já os salões de beleza podem abrir de segunda a sábado. O funcionamento deve ocorrer entre as 9h e e 15h. As feiras livres, no entanto, só estão liberadas para funcionamento aos sábados, das 7h às 18h. As missas nas igrejas também só poderão ser celebradas durante esse intervalo.

Supermercados, mercadinhos e açougues estão liberados para funcionamento de segunda a sábado, entre 7h e 15h. Das 15h às 18h o setor só poderá funcionar para recebimento ou entrega de mercadorias.

O transporte público só tem autorização de funcionamento até 16h. Já os mototaxistas podem trabalhar até 18h. Após esse horário, a liberação ocorrerá apenas para entregadores de delivery ou para aqueles que estejam em serviço essenciais, como transporte para atendimento médico.

O comércio de Senhor do Bonfim chegou a ser autorizado a abrir as portas em horário reduzido, mas depois precisou ser fechado novamente.

Outra forma também que a prefeitura adotou para enfrentar a pandemia foi impedir a entrada de veículos na cidade, com exceção apenas dos que fazem atendimento médico. E já nesta segunda, Senhor do Bonfim terá toque de recolher.

Segundo a prefeitura, as pessoas não poderão circular na cidade entre 20h e 5h do dia seguinte. A medida valerá até 19 de julho. A justificativa da gestão é que decisão ocorreu após muita aglomeração ser identificada. Há relatos de que muitas pessoas têm feito festas em casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário