30 de out de 2017

Suspeitos de matar professor após se irritarem com celular antigo são presos em Tucano

Redação Portal Cleriston Silva PCS

A polícia prendeu um homem e apreendeu um adolescente suspeitos do assassinato do professor Givaldo Rosa Lima, de 45 anos, baleado na última sexta-feira, dia 13, durante um assalto no povoado de Creguenhem, zona rural do município de Tucano. Segundo a informação da Polícia Militar, eles se preparavam para fugir para o Estado de São Paulo.

O suspeito adulto é Lucas Silva Cerqueira, vulgo “Babão”. O adolescente apreendido tem 17 anos e foi identificado pelas inicias J. S. S. Os dois suspeitos foram localizados na manhã desta segunda-feira (30) durante uma operação conjunta da 2ª Companhia (CIA) do 5º Batalhão de Polícia Militar (BPM/Euclides da Cunha) com a Companhia Independente de Policiamento Especializado (CIPE Nordeste).

O professor Givaldo foi baleado pelos suspeitos que teriam se irritado com a vítima, pois o aparelho celular não era moderno. Os suspeitos estavam em uma motocicleta e fugiram após os disparos. “Ele [professor] entregou o celular, mas eles [assaltantes] ficaram insatisfeitos. Atiraram nele por maldade, só porque ele não tinha um celular bom”, relatou um parente da vítima.

Givaldo foi socorrido por familiares e encaminhado para Hospital Geral Cleriston Andrade, em Feira de Santana, mas não resistiu. Os suspeitos foram conduzidos à Delegacia Territorial de Tucano, onde seguem à disposição da Justiça.

Professor foi morto porque não tinha celular moderno

Nenhum comentário:

Postar um comentário