24 de out de 2017

Protesto de professores em greve interdita trânsito na BR-116, em Teofilândia

Redação Portal Cleriston Silva PCS

Trabalhadores fecharam a via com pneus e outros objetos
Professores da rede municipal de ensino de Teofilândia, em greve por conta do atraso nos salários, interditaram a rodovia BR-116 às 9h desta terça-feira (24). As aulas estão suspensas desde sexta-feira (20) e afeta cerca de 5.700 alunos.

Os trabalhadores fecharam a via com pneus e outros objetos. Segundo a Polícia Militar, o protesto terminou por volta das 11h30 e causou 10 quilômetros de engarrafamento. Após o fim do protesto na BR, o grupo de manifestantes ocupou a sede da Secretaria Municipal de Educação.

Protesto causou 10 quilômetros de engarrafamento
De acordo com Vera Lúcia, diretora da APLB-sindicato, os salários do mês de setembro foram pagos nesta terça-feira (24), porém com corte de gratificações, que na prática reduziu em quase 60% os salários dos docentes.

“Mesmo depois de quase um mês de atraso, todos os trezentos professores concursados da rede municipal tiveram cortes nos salários. Em alguns casos, os cortes foram de até R$ 1,5 mil. O gestor local subverte todas as Leis, a Constituição Federal, a LDB [Lei de Diretrizes e Bases da Educação] e o PNE [Plano Nacional de Educação]", reclama Vera. Segundo ela, a greve está mantida.

Categoria bloqueou rodovia na entrada da cidade
Cerca de 5.700 alunos estão sem aulas no município desde sexta-feira (20)

Nenhum comentário:

Postar um comentário