15 de mai de 2010

Enquanto em evento petistas minimizam violência, assalto seguido de sequestro aterroriza cidade de Serrinha

O otimismo de políticos petistas com relação à segurança pública no estado caiu por terra na noite da última quinta (13), em Serrinha. Enquanto, em audiência pública na Câmara Municipal o deputado estadual Bira Coroa (PT) e a vereadora de Camaçari Luíza Maia (PT), mulher do prefeito Luiz Caetano, tentavam esconder a realidade, com discursos que atenuavam a gravidade do clima de violência, na cidade, o empresário Almir Lomes tinha sua residência assaltada por bandidos fortemente armados.

Irmão do empresário do setor de comunicação Antonio Lomes, Almir se encontrava em casa com a mulher e a sogra, quando dois indivíduos encapuzados e portando armas de grosso calibre invadiram sua residência. Depois de promoverem o terror, prenderem as mulheres e trancá-las num dos quartos da casa, os bandidos sequestraram o empresário e roubaram seu carro. Além do automóvel, levaram a quantia de R$ 85 mil. Almir Lomes foi deixado posteriormente na BR-116.

Há 15 dias, ocorreu um crime semelhante em Serrinha, onde a população vive em pânico com o aumento da criminalidade. Para o ex-prefeito de Feira de Santana e pré-candidato ao Senado Federal, José Ronaldo (DEM), a violência se generaliza por todo o estado independentemente do porte do município, aterrorizando pequenas, médias e grandes cidades. “É inaceitável que políticos ligados ao atual governo insistam em tapar o sol com a peneira, dizendo que a segurança pública está bem na Bahia”, afirma.

Política Livre

Nenhum comentário:

Postar um comentário