9 de fev de 2010

Negociações com presos do Conjunto Penal de Serrinha são suspensas

As negociações com os presos do Conjunto Penal de Serrinha, que iniciaram motim por volta das 7h30 de segunda (08), foram suspensas às 13h desta terça-feira (9). Segundo a Secretaria da Justiça, Cidadania e Direitos Humanos, o Superintendente de Assuntos Penais Isidoro Orge propôs aos rebelados que eles se entreguem.

Porém, além do Superintendente, a representante do Ministério Público, Núbia Rolim, a Irmã Lilia, da Pastoral Carcerária e o diretor do presídio aguardam a resposta dos presos. Os vinte e cinco rebelados reivindicam o retorno para Salvador. Quatorze deles foram transferidos para o Conjunto Penal em setembro do ano passado acusados de integrarem a quadrilha de Cláudio Campanha.

Durante a rebelião, os presos danificaram o sistema de automação das portas do conjunto, conseguiram abrir a cela SE-04, mataram o interno Joselito Alves da Silva - conhecido como Carioca – e fazem outros três reféns. O corpo de Joselito ainda não foi liberado e permanece no presídio.

Não há previsão para retorno das negociações que são feitas através de um negociador da Polícia Militar.

Veja outras imagens desta terça 9

Os 25 internos da ala SE04 estão amotinados desde as 7h50 da manhã desta segunda-feiraDe acordo com a assessoria da Secretaria, a exigência é que todos os presos se entreguem e suspendam a rebeliãoQuatorze dos rebelados são integrantes da quadrilha de Cláudio CampanhaA ala onde acontece a rebelião continua isolada, sem água e sem luz

Nenhum comentário:

Postar um comentário