26 de jan de 2010

Presos fazem agente penitenciário de refém no presídio de Serrinha

Uma rebelião que durou mais de 15 horas no presídio de Segurança Máxima do município de Serrinha, acabou na manhã desta terça-feira (26). Quatro detentos que deveriam ter voltado para as celas ficaram escondidos atrás de um lençol que estava estendido em um pavilhão.

No momento da conferência das celas feita por três agentes penitenciários, os presos surpreenderam e ameaçaram eles com um ferro, além de fazer um deles, Cristiano Soares de Souza de refém.

Segundo informações do Major Valter da Polícia Militar, que acompanhou as negociações durante a madrugada, os detentos exigiam a transferência para Salvador, porque querem as 'regalias' que existem em outros presídios, diferente do de Serrinha. 'Aqui a rigidez é muito grande e eles disseram que não se sentem a vontade', informou o Major.

Os rebelados acabaram conseguindo a transferência para a Unidade Especial Disciplinar, em Salvador, onde estarão livres do rígido regime disciplinar adotado na unidade do interior. Todos são presos provisórios, à espera de sentença. Entre eles estão Alberto Vasconcelos da Cruz Júnior, preso por latrocínio, Valderson Leandro dos Santos e Fábio Cruz de Souza, presos por roubo e Mauro Sérgio Souza, preso por tráfico.

Nenhum comentário:

Postar um comentário